A pátria dos últimos socialistas

Foto Arquivo Nacional - Cenas da Ditadura brasileira 1964/1985
1
Anísio Lana · Gaspar, SC
19/9/2015 · 0 · 0
 

Tão belo é quem luta
No entardecer dos que já descansam
Seguram nas mãos o coração de um sonho
Talvez nem vejam florir os campos ao qual um dia plantaram.

Se cada pedaço de tempo falasse
Diria sobre ti o chão que pisastes
O quanto sonhastes com o novo
Onde a liberdade não fosse arrancada
Dos que se recusam a se curvar aos mandantes.

O que enfeitava tuas noites e regava tua força?
Quando desistir era o mais lúcido a fazer...
Voltes para casa aos braços de tua mãe
E esqueça de lutar
Para teres de novo domingos felizes como os outros...

Mas passastes a ponte entre o ficar ausente e o existir de verdade
E quando morrestes é que se criou a pátria dos últimos socialistas
E nunca mais se ouviu falar de quem lutava por Democracia
Sem nunca ter vivido um dia sequer em uma
Com tanto fervor e coragem!

O que preocupa não é quem está no poder, mas quem vai assumir com a omissão
Esse é o sentido de continuar lutando!

Mesmo quando parar significa viver ou morrer.
Olhando o passando ainda vale morrer por uma causa
Do que viver sem nenhuma!.

Sobre a obra

De cabelos ao vento, de jovens que nunca envelheceram...

compartilhe



informações

Autoria
A.L
Downloads
67 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados