Carro sem força !

1
Jefferson de Anglesorath · Duque de Caxias, RJ
15/11/2010 · 2 · 1
 


Seria impossível ir a Petrópolis agora:
qualquer folha desviaria o rumo da caneta
que nesse instante se balança ao ver as flores
colorindo a beira da estrada.
À cada curva o precipício se desenha mais
e ela se debruça comovida
balbuciando simples palavras confusas:
"Um pássaro morto ainda vive naquela sombra
e aquela sombra é minha memória,
um pássaro vive na morte daquela sombra
e aquela memória é sombra minha."

Eu olho isso se escrever na brancura da minha ciência
enquanto o ônibus faz o retorno para Xerém.
Ela aos poucos volta ao seu estado inanimado
deitada sobre o meu colo e aparada pelas minhas mãos
que carinhosamente calam a voz da loucura.

Sobre a obra

Indo para a Biblioteca Ferreira Gullar.

compartilhe



informações

Autoria
Jefferson
Downloads
222 downloads

comentários feed

+ comentar
Cláudia Campello
 

Um dos textos mais incriveis que eu li nos ultimos tempos.
valeu minha madruga aquil
obrigada.

bjsssss

Cláudia Campello · Várzea Grande, MT 16/11/2010 01:52
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados