Papel Nu

1
Simone M. e Mendes · Maceió, AL
28/4/2012 · 0 · 0
 

(À amiga Sandra Salgado)

Trocaste o luar da Pajuçara
a brisa leve, o bailar dos coqueirais
a liberdade do olhar além do horizonte
pelo sol cáustico lá do alto sertão
na esperança de algum oásis

Furou-se nos cactos tua poesia
sangrou, evolou-se na terra árida
entre as palmas que não aplaudem
e guardam as lágrimas do sereno
a fim de não morrer sedenta

Pois agora, o papel te olha e está nu
despido da tua alada inspiração
que se não reanimada nos versos
sucumbe, faz-se alimento de urubu
sem imagem, sem metáforas
na desilusão de uma miragem
Simone Moura e Mendes

compartilhe



informações

Autoria
Simone Moura e Mendes
Ficha técnica
www.simonemouramendes.com
Downloads
193 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 2 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados