Ari Frello fala sobre seu primeiro livro

Ari Frello
Ari Frello fala sobre seu primeiro livro Como se fossem Peregrinos
1
oxigeniorecords · Criciúma, SC
14/2/2011 · 0 · 0
 

Ari Frello fala sobre seu primeiro livro Como se fossem Peregrinos publicado pela Editora Dracaena.

1 - Quem é Ari Frello?
Ari Frello, nascido em julho do dia 25 do ano 1979, em Criciúma - SC. Multi instrumentista, cantor e compositor. Tem construído uma carreira artística no Sul o País, além de atuar em projetos sociais na América do Sul.
Como designer gráfico das editoras: Oxigênio, Naós, Publica Livros e Dracaena, desenvolveu trabalhos como: Crimes Satânicos, A História do Início da Assembléia de Deus no Brasil “literatura de cordel”, O Amor Tudo Vence, A verdadeira História do Caso Evandro entre outros.
Amante da natureza, e uma prova viva da superação, Ari Frello vem através de o seu primeiro livro explanar assuntos que nos deparamos no dia a dia como: O Valor próprio, superação, e o perdão após a cura.

2 - Você está lançando o seu primeiro livro Como se fossem Peregrinos, o que o público pode esperar desse novo trabalho?
Um livro pra pensar, na vida que levamos, no cotidiano, no amor ao próximo, nos valores, um livro pra pensar na vida. Ou para quem está muito tranquilo com isso, o livro oferece uma trama surpreendente, mas a opção um é melhor.

3 - Como artista do sul do Brasil, você sabe das dificuldades enfrentadas e mesmo assim tem superado as barreiras como músico. Você vê o lançamento de seu livro como um marco na sua carreira artística?
Sim, os caminhos se expandiram e a visão como um músico escritor é muito mais além, é reconhecer e ser reconhecido como alguém com uma responsabilidade e respaldo muito maior. Em minha opinião, uma carreira de dois, três ou cindo álbuns musicais, não se compara a de um musico escritor, pois o respaldo é muito maior e explico por que. Quando você escreve, o publico tem uma outra visão do artista, não é somente um músico compositor com idéias para passar, é um escritor, alguém que está alem no mundo da música, também no literário, e isso faz com que os ouvintes passem a enxergar o artista com uma visão mais expandida, um ser humano com maior complexidade, com uma responsabilidade maior no que fala, publica, compõe.

4 - Até que ponto as experiências como musico influenciaram no processo de escrita do livro Como se fossem Peregrinos?
Quando eu comecei a escrever, eu estava iniciando um processo de resgate de origens musicais, e devo muito disso a Eddie Vedder e as composições do CD chamado Into the wild, me levaram a resgatar coisas antigas e sonhos guardados, e quando vi o filme não deu outra, fui para Mendonza conhecer a cordilheira, lá tive uma experiência com nativos indígenas, que abrangeu valores, preservação da natureza, amor ao próximo e a si mesmo e a busca evolutiva humana. Então lá compus a música Natureza que sairá do EP Pra onde eu for, que esta no forno. Ou seja, uma coisa influenciou a outra, as duas estão ligadas intensamente, não desmerecendo nem aumentando uma ou outra.

5 - O que o publico pode esperar do livro Como se fossem Peregrinos?
Um livro pra pensar, na vida que levamos, no cotidiano, no amor ao próximo, nos valores, um livro pra pensar na vida. Ou para quem está muito tranquilo com isso, o livro oferece uma trama surpreendente, mas a opção um é melhor.

6 - Onde os interessados poderão comprar o livro?
Podem encontrar nas melhores livrarias, como americanas.com e submarino.com e pode ser adquirido através do site da Editora Dracaena www.dracaena.com.br

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados