Música e Poesia

Nem o tempo é capaz de apagar
1
PSaraiva · Rio de Janeiro, RJ
2/6/2007 · 101 · 0
 

Alguns temas são fontes inesgotáveis para a criação artística . Seria uma tarefa ingrata listá-los, além de ter que privilegiar alguns em detrimento dos outros. Um deles certamente é a música. Quando se mistura música e poesia então, a chance de se atingir milhões é quase certa. Pode-se dizer algo assim de Renato Russo e a Legião Urbana? Provavelmente sim.

Após 11 anos da morte do líder da banda Renato Russo surgiu o projeto de produzir um filme. E o mote escolhido foi o triste fim de João do Santo Cristo. Faroeste Caboclo, o filme ainda não tem data para estrear, porém o alvoroço dos fãs ardorosos em torno do projeto anuncia um sucesso quase certo. Vale lembrar que a Legião é um daqueles casos raros de bandas com músicas que fazem sucesso até hoje. Tocam nas rádios e continuam espalhando idéias.

A Legião Urbana surgiu em 1983, em Brasília, em meio a um cenário de crescente nascimento das novas bandas de rock no estilo contestador. Renato Russo vinha do Aborto Elétrico onde estava desde o final dos anos 70. Para formar a sua Legião, juntou-se a Dado Villa Lobos e Renato Bonfá. Ainda em 1983, já como Legião Urbana os músicos fizeram um show no Circo Voador no Rio de Janeiro. O sucesso rendeu o convite da gravadora EMI para o primeiro álbum, Legião Urbana, que saiu em 1985. O disco estourou com canções como Será, Ainda é cedo e Por Enquanto. Como seria daí para frente, as letras das músicas misturavam violentas críticas sociais com baladas românticas muito bem escritas.

Uma das mais famosas músicas da banda, saiu do álbum Que País é Este 1978/1987 . A saga de João de Santo Cristo em Faroeste Caboclo é um dos pontos altos da trajetória do grupo. Em 1989, As Quatro Estações obteve a maior vendagem da carreira da Legião: 1,7 milhões de cópias. O último disco gravado com a participação de Russo foi Tempestade ou O Livro dos Dias, em 1996. A banda se desfez depois da morte de Renato, em 11 de outubro de 1996. Em 1997 foi lançado um álbum póstumo, Uma Outra Estação.

As músicas da Legião continuaram inspirando músicos. Cássia Eller regravou Por Enquanto, Marina Lima relembrou Ainda é Cedo, e Jerry Adriani gravou versões de diversas canções em italiano. E quem diria que até Ricky Martin, galã, cantor e ex-Menudo, gravou sua versão para a canção Via Láctea em seu álbum Unplugged de 2006. Um tributo justo para Renato, uma vez que no Acústico MTV, lançado em CD em 2002, havia cantado Hoje a Noite Não Tem Luar, composição originalmente gravada pela ex-boy band do galã porto-riquenho.





compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados