Musa

1
héryton · Brasília de Minas, MG
15/7/2011 · 3 · 0
 

Musa saíra do fórum judicial estressada e com os olhos lagrimejados,apressou o passo para sair do alcance de todos que a julgavam.O homem alto de terno correu para alcançá-la e acalmá-la,depois de uma situação constrangedora que havia ocorrido!
_Sr.Musa acalme-se−;Gritou ele em meio ao pouco movimento que havia,mesmo assim eles foram seguidos com os olhares de todos que estavam presente ao local.
_Não há o que esperar−;Disse seguindo rapidamente pela espaço da calçada−;Eu vou me mudar dessa cidade,é a única forma,todos estão me olhando atravessado,me deram até um nome,”Prostituta dos ares”,e minha carreira acabou antes mesmo de começar.
_Vamos mudar isso!
_Mudar como se você disse que não há a que recorrer?
_Musa acalme-se−;Um mulher loira andava junto dela,ao mesmo passo.
_Podemos pedir a solicitação para que o vídeo seja removido,embora seja difícil controlar a expansão do mesmo,mas já uma ação.
_Uma ação que não me ajudará em nada.
Ela apressou o passo ainda mais deixando os dois que a acompanhavam para traz!
_Musa espere−;Gritou a loira.
O sinal ainda estava aberto para o transito,mas ela queria fugir das conversas de seu advogado e tentou ultrapassar,tudo aconteceu muito rápido.
Imprudência!
Acidente!
_Ambulância...−;Ouvia-se gritos!
Nos minutos que se seguiram enquanto ela ainda estava acordada,ela pôde ver que uma multidão a cercava,o homem de terno e a mulher loira aproximaram-se dela.Ela tentava dizer alguma coisa.
A mulher loira aproximou-se ainda mais,Musa sangrava pelo corte em sua testa.
_Melissa−;Ela começou.−;Pegue meu telefone e ligue para o último número na lista de chamadas recentes.Diga a pessoa que atender que estarei internada,dê a ele o nome do hospital para onde vou,e diga que tenho algo forte para usar contra ele.
_Mas ele não irá...
_Sim,ele irá...−;Musa estava ficando mais fraca,sua falava era lenta.−;Agora o Sr.Jean,por favor.
O homem aproximou-se!
_Preciso que me defenda de um crime que cometi!
_O que?o que você fez?
_Eu...eu ,−;A voz dela sumiu−;Eu matei um cara!−;Ela dormiu.

Atraindo olhares

Musa conversava com sua amiga no shopping,ela contava os detalhes de seu teste para entrar em uma novela.
_Será na Band mas já é um começo...
_Verdade!−;Concordou a mulher Loira
_Todos no shopping parecem estar olhando pra mim.−;Sussurrou ela ao ouvido da amiga.
_Bobagem Musa,ninguém está olhando...mas se estiverem,talvez seja pelo seu futuro sucesso na novela.
Elas riram!
A cena a seguir foi extremamente constrangedora,alguém gritou para Musa,ofensivamente.
_Você literalmente foi as alturas no sexo não é mesmo?
Musa sentiu seu rosto corar e não se conteve,saiu correndo do shopping,sua amiga acompanhando-a.
_O que foi isso Musa?
_Algo que não deveria estar acontecendo!−;Foi só o que ela respondeu.
Por todo caminho onde passavam pessoas paravam para observar,e gritavam alguns nomes apelativos.“Prostituta da aza delta” era o mais mencionado,aos berros e acompanhados de risadas debochadas.
_Musa?−;A loira que a acompanhava tentou freá-la para entender o que se passava.
_Preciso fazer três coisas.
_O quê?Não entendo...
_Lan house primeiro−;Ela respirava com dificuldade−;Segundo,preciso de uma arma−;Continuou−;e terceiro...Um...advogado.
_Me explique isso,mas que merda.
_Melissa,fique calma,no momento a última coisa de que preciso é alguém me pressionando...
Elas entraram em uma lan house logo a frente,Musa pediu meia hora apenas.
Abriu direto no youtube e procurou pelos vídeos mais vistos dos últimos dias,e lá estava...
Era mesmo o que ela imaginava.
_Desgraçado!
Melissa ficou parada,pasma,observando o vídeo.Um casal transando em pleno vôo de aza delta,o cara não mostrava o rosto mas filmou todo trabalho realizado pela moça,que ela reconheceu muito bem quando a câmera focou bem no rosto...Melissa deu um passo para traz em resposta à sua surpresa,era Musa,então ela entendeu o que estava acontecendo.
Musa fechou o vídeo e saiu da lan house quase correndo,sem nem pagar pelo que usou,embora o tempo não tivesse chegado aos cinco minutos.
_Como você deixou que isso acontecesse Musa?Quem é esse cara?
_Conheci na internet,ficamos juntos por seis meses.
_Como assim juntos seis meses! Nunca vi você sair com esse cara.
As duas andavam apressadamente pelas calçadas,desviando-se das pessoas como se elas estivessem em uma corrida cheia de obstáculos.
_Nós ficávamos,em segredo...eu gostava dele,amava na verdade,mas o desgraçado me fez isso.
_Não tem sentido isso,e...onde estamos indo?
_Procurar o Daniel.
_O que o Daniel tem a ver com isso?
_Ele não tem nada a ver com isso,mas ele tem uma arma.
Fez-se silêncio pelo resto da caminhada.

Tecendo um plano

Ela tocou a campainha por muitas vezes seguidas,provocando o barulho extremamente irritando até que um rapa veio abrir a porta.
Era um apartamentinho,pouquíssimo espaço,apenas um sofá na sala e uma televisão em frente,eles sentaram-se.
_Tem certeza de que quer a arma?_Perguntou o rapaz.
_Sim,não brinquei ao telefone.
A saída do apartamento ainda fora mais rápida que a da lan house, o incomodo de entrar poderia ser descartado,mas assim,correria risco de falhar no plano que passava em sua cabeça.
_Vamos aonde agora?−;Perguntou Melissa assuntada.
_Um taxi!
Elas entraram no taxi e seguiram adiante.
_Onde vamos senhoritas?−;Perguntou o motorista do taxi.
_ Ao fórum judicial.
Musa maquinava um plano em sua mente,enquanto o taxista dirigia rumo ao fórum,como ela havia pedido.
Chegaram!
Elas desceram e foram entrando direto fórum a dentro!
_Preciso de um advogado com urgência por favor!
Um homem veio se apresentar.
_Pois não senhorita,Meu nome é Jean,ouvi que está precisando de um advogado.
_Sim,isso mesmo.
_Do que se trata?
_Postaram um vídeo erótico meu na internet e preciso processar a pessoa e remover o mais de pressa possível esse vídeo.−;Ela falava apressadamente atropelando as palavras.
_Calma senhorita,a ação não acontece assim,primeiro é preciso que a senhora faça um boletim de ocorr...
_Não tenho tempo para isso.−;Musa gritou,atraiu todos os olhares.
_A senhorita está desesperada assim pela repercussão do mesmo?
_Sim,recentemente fiz um teste para uma novela e se as imagens se espalharem assim,eu não terei chances!
Todos olhavam a cena tensa naquele ambiente.
_Senhorita não há muito a ser feito mas...
_Não me peça para ter calma...−;Ela gritou de novo,cortando novamente as palavras do Advogado.
Musa saíra do fórum judicial estressada e com os olhos lagrimejados,apressou o passo para sair do alcance de todos que a julgavam.O homem alto de terno correu para alcançá-la e acalmá-la,depois de uma situação constrangedora que havia ocorrido!
_Sr.Musa acalme-se−;Gritou ele em meio ao pouco movimento que havia,mesmo assim eles foram seguidos com os olhares de todos que estavam presente ao local.
_Não há o que esperar−;Disse seguindo rapidamente pela espaço da calçada−;Eu vou me mudar dessa cidade,é a única forma,todos estão me olhando atravessado,me deram até um nome,”Prostituta dos ares”, e minha carreira acabou antes mesmo de começar.
_Vamos mudar isso!
_Mudar como se você disse que não há a que recorrer?
_Musa acalme-se−;Um mulher loira andava junto dela,ao mesmo passo.
_Podemos pedir a solicitação para que o vídeo seja removido,embora seja difícil controlar a expansão do mesmo,mas já uma ação.
_Uma ação que não me ajudará em nada.
Ela apressou o passo ainda mais deixando os dois que a acompanhavam para traz!
_Musa espere−;Gritou a loira.
O sinal ainda estava aberto para o transito,mas ela queria fugir das conversas de seu advogado e tentou ultrapassar,tudo aconteceu muito rápido.
Imprudência!
Acidente!
_Ambulância...−;Ouvia-se gritos!
Nos minutos que se seguiram enquanto ela ainda estava acordada,ela pôde ver que uma multidão a cercava,o homem de terno e a mulher loira aproximaram-se dela.Ela tentava dizer alguma coisa.
A mulher loira aproximou-se ainda mais,Musa sangrava pelo corte em sua testa.
_Melissa−;Ela começou.−;Pegue meu telefone e ligue para o último número na lista de chamadas recentes.Diga a pessoa que atender que estarei internada,dê a ele o nome do hospital para onde vou,e diga que tenho algo forte para usar contra ele.
_Mas ele não irá...
_Sim,ele irá...−;Musa estava ficando mais fraca,sua falava era lenta.−;Agora o Sr.Jean,por favor.
O homem aproximou-se!
_Preciso que me defenda de um crime que cometi!
_O que?o que você fez?
_Eu...eu ,−;A voz dela sumiu−;Eu matei um cara!−;Ela dormiu.

Em resposta

Ela sentiu dificuldade em enxergar.O quarto refletia uma luz branca forte,ofuscava seus olhos,ela os fechou novamente em resposta a agressão.
_Precisa de algo senhora!−;Perguntou a enfermeira que estava no quarto.
_Sim,minha bolsa...
_Ela está na cabeceira senhora.
_Obrigada−;Musa parecia tensa.−;Não veio ninguém me visitar?
_Ainda não senhora.Esperando alguém?
_É,estou sim−;Essas palavras se arrastaram com um tom determinado.
Musa apalpou a bolsa,sentiu que ela ainda estava lá.Não abriu a bolsa,certificando-se de que ninguém a tirasse dela,e então tudo daria certo.
_Musa?−;Era a voz de Melissa à porta,ela sorriu ao ver que a amiga não a abandonara depois de tanto.Viu também que o advogado estava logo atrás.
_Entrem.
A enfermeira saiu da sala assim que eles entraram.
As perguntas vieram rápido,e o diálogo que se seguiria Musa espera ser ainda mais rápido,e a outra visita ainda mais,ela queria acabar logo com tudo.Sua vida já mudara mesmo.
_Que estória é essa de que você matou um cara?−;A primeira pergunta foi feita pelo advogado,Jean.
_Deixe-me falar a sós com Melissa primeiro,depois explico tudo ao senhor.
Jean meneou a cabeça e saiu da sala.
_Você ligou para ele?−;Perguntou Musa,quase num sussurro para Melissa.
_Sim...ainda não entendo o que você quer fazer,ou o que se passa,mas o fiz assim como me pediu.
_Obrigada,quando puder te explicarei tudo.
_Musa!−;Disse Melissa em tom desaprovativo.
_Agora me dê licença para eu poder conversar com o Sr. Advogado Jean−;Ela ironizou!
Melissa saiu da sala,pouco conformada com a omissão dos fatos.
Musa olhou as horas no relógio de parede!
Jean fechou a porta a suas costas.
_Agora explique-me que estória é essa...?
Musa estava decidida a mentir!
_Não há complicação!−;Disse ela.
_Como não há complicação,na nossa conversa você estava apavorada para que um vídeo fosse retirado da rede social...youtube!...há sim uma complicação nisso!
_É mas você disse que não haveria muito o que ser feito,e a esta altura minha fama já se espalhou,então,quero ajuda para outro caso.Simples! Eu matei um cara.
_O que postou esse seu vídeo?
_Sim,eu sabia que ele faria isso,e o matei,mas alguém teve acesso ao vídeo e o postou!
_E por que se deixou filmar?
_Era uma fantasia dele,transar nas alturas,de aza delta.Mas ele omitiu o fato de fazer u m vídeo,só descobri quando estávamos lá em cima e ele disse que seria só entre nós.Assim que pousamos eu o matei.
_Quantas horas se passaram?
_Eu o matei às 14:45!
_Ele chegou Musa.−;Era novamente Melissa à porta,interrompendo a conversa.
_Deixe-o entrar!−;Musa se contraiu e segurou firme a bolsa,depois disse ao advogado−;Preciso que me defenda.
Jean saiu da sala,dando lugar ao homem,um pouco mais baixo,tinha a tatuagem de um dragão no braço,ele parecia estar preocupado.
_Você sabe que se eu contar aos federais que naquele nosso passeio,encontrei algumas pedras de crack em grande quantidade em sua bolsa,você está ferrado,não sabe?−;Musa trazia determinação na voz.
O homem apenas baixou os olhos,ele estava pálido,havia visto a figura de um advogado à porta do quarto.
_Mas não se preocupe,você não irá para cadeia−;O timbre dela tornou-se sombrio!
Lá fora,Melissa conversava com Jean.
_Você sabia de tudo isso?−;Ele perguntou.
_Eu ainda não sei de nada...
_Pois ela se complicou e muito,não devia ter matado o rapaz.
_Que rapaz?−;A voz de Melissa soou urgente.
_O que postou o vídeo.
_Ela não matou...ele acabou de entrar por essa porta.
Jean olhou em seu relógio.
Eram 14:45h!
_Você não irá para cadeia seu desgraçado,você acabou com minha vida profissional,você irá para o inferno.
O movimento que ela Fez com as mãos foi rápido!
Jean e Melissa ouviram o estrondo.Musa estava com uma arma na mão e um corpo debruçado aos pés de sua maca.
Alguns dias depois Musa teve alta do hospital indo direto para a prisão e quando perguntaram se ela precisaria de alguma coisa,sua reposta foi:
“Um caderno e canetas...”

Sucesso

Musa estava em uma bienal,com o lançamento de seu Livro “Atraindo olhares”,três anos se passaram,ela saiu da prisão,por ser ré-primária e devido ao motivo pelo qual cometera o crime,sua pena não fora longa.O ambiente estava bem cheio e os livros estavam vendendo muito,com um sorriso de orelha a orelha ela observou Melissa do outro lado da sala,folheando as páginas do livro.
“Prólogo...
A experiência fora única,a adrenalina o sexo,tudo feito com maestria nos ares,confesso que minha libido estava um tanto exagerada,e eu nem pensei em nada a não ser em chegar ao orgasmo.Mal sabia eu que ele estava registrando tudo com a câmera do celular”
Pagina 1.
Epílogo...
“A aventura erótica em minha vida,ocorrida nos ares,contribuiu significativamente para a formação em minha personalidade,e principalmente para a minha fama repentina que fez com que este livro chegasse aos leitores dessa história-estória que já a conheciam antes mesmo que esta tornasse-a Literatura!
FIM”
Melissa então fechou o livro e sorriu.Agora ela compreendia toda a história de sua amiga.

Destaco também o mérito por esse texto á Juliana Cristina,Mais conhecida como FANTASIOSA JÚ...







o texto é dedicado a ela.
Agradeço também ao Dr.Jean,que me passou as informações jurídicas para o drama,embora não especifique muito,Mas introduziu mais veracidade ao texto.
E aos meus leitores...
OBRIGADO A TODOS E A CADA UM...!

Sobre a obra

Conto,um drama simples mas envolvente,trazendo um desenvolvimento rápido sem perder o fio da narração,o fim deixa o leitor com a mente aberta para pensar na cena erótica não muito narrada,fica a critério de sua imaginação.
Aproveite.

compartilhe



informações

Autoria
Héryton Machado Barbosa
Ficha técnica
iniciante
Downloads
386 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 13 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados