DRAGÃO BRASIL: Escamas novas, mas e a continuação?

Divulgação: Editora Melody
DB121, já está passando da hora de continuar!
1
Rodo · Belo Horizonte, MG
19/5/2007 · 56 · 2
 

2007 será mesmo o Ano do Dragão??

Quase tão atrasada quanto esta resenha que você esta lendo agora, está à continuidade da "maior, melhor e não mais a única revista brasileira de RPG de todos os tempos", a Dragão Brasil. Depois de sucessivas trocas de editores, desde a saída do Trio Tormenta (Cassaro, Saladino e Trevisan) e a conseqüente da saída de Marcelo Telles (REDERPG), a DB só voltou as bancas no final do mês de fevereiro deste ano.



Com a numeração continuada, agora sob a responsabilidade de Silvio Compagnoni Martins, ex-funcionário da Devir, a Dragão Brasil n°121 se adaptou a recente demanda do mercado de RPG: a nova moda das miniaturas e dos MMORPGs (RPGs online). Além de passar a publicar suplementos oficiais, a revista traz também a tradução de material adicional diretamente da "gringa" e não possui mais nenhuma ligação com mangás e afins.



Publicada pela mesma editora sempre, atualmente com o nome Melody, a nova roupagem da DB deixa de lado seu caráter didático e se concentra em um público um pouco mais experiente e exigente, que já está cansado de saber o que é RPG. O visual da revista também mudou. A logomarca foi ligeiramente alterada e seu miolo passou a ser metade colorido e metade preto-e-branco, a um salgado preço de R$ 7,90.



A reformulação do projeto da Dragão transformou os antigos "Pergaminhos dos Leitores" em um espaço destinado somente a publicação de cartas escritas no bom e velho estilo "pena e papel". A publicação também ganhou uma seção nova dedicada aos quadrinhos – que nesta primeira edição fala de 300 de Esparta – embora não tenha sido muito desenvolvida, faltando adaptações para os sistemas em português.



Os suplementos oficiais são bastante variados. Para o novo Mundo das Trevas – mais especificamente Vampire: The Requiem (ainda sem versão nacional) – temos a primeira de oito partes da aventura "O Filho de Maria", uma história que introduz os jogadores neste novo cenário da White Wolf. Se você ficou interessado, não perca as informações gratuitas, em português, no site oficial da DB.



Já para o sistema D20 a diversão fica a cargo da aventura "Feriado de Sol" para o cenário de "Porto Livre, a cidade dos piratas" da editora Green Ronin. "Feriado de Sol" serve muito bem como um pontapé inicial de qualquer campanha de pirataria ao estilo de Piratas do Caribe. Dungeons & Dragons também está presente com a classe de prestígio oficial do "Matador de Dragões" e uma amostra do futuro lançamento da Devir, o Draconomicon. Nota: achei uma pena que o "Cemitério dos Dragões" não ter sido transformado em uma aventura.



Além das matérias e resenhas de costume, a revista possui um encarte especial que contém o jogo de cartas "Anachronism". Este jogo, cujo logo se parece muito com o logo do History Channel (canal de TV à cabo), chegou em português em novembro de 2005 e teve sua segunda coleção lançada em 2006.



Apesar de possuir alguns erros, como a repetição do texto logo no início da aventura para o Mundo das Trevas e o abuso de uma linguagem muito técnica e maçante, como no caso da seção "Movimento Browniano", os fãs da Dragão podem respirar um pouco mais aliviados.



Sobreviver por 11 anos no mercado já é uma tarefa árdua. Construir uma identidade nova para uma publicação tão importante no cenário do RPG nacional se torna um desafio cada vez mais difícil. Ainda mais quando se tenta fazer coisas novas sem se repetir.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Sergio Rosa
 

ah, os meus bons tempos de comprador de Dragão Brasil.

Sergio Rosa · Belo Horizonte, MG 19/5/2007 16:42
sua opinião: subir
Tranquera
 

Onze anos? É bastante tempo! Bem bacana!

Tranquera · São Paulo, SP 20/5/2007 16:38
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados