Passado o furacão, o Império Bandido segue viagem

Rosane Scherer
O autor em obra
1
Juliaura · Porto Alegre, RS
18/11/2010 · 3 · 0
 

Cheguei meio descabelada, atrasada, afogueada, até um tanto atrapalhada, ainda de cuia na mala, mas cheguei pra primeira sessão de autógrafos desse escritor novinho de segunda viagem, na 56ª Feira do Livro de Porto alegre, dia 14 que passou recém, o Adroaldo Bauer
E, pasmem, tinha povo lá. Só deu notícia nos jornal do Centro, no Fala Brasil (onde Adroaldo Bauer é colaborador na seção de literatura) e na Rádio Poste da Feira.
Tinha gente lá, pra surpresa geral.
Tanta gente assim como estão imaginando, não, mas tinha gente, e umas nem tão tantãs como parecer possa, à primeira vista, pra comprar por R$ 30,00 (na feira tinha desconto, que o preço de capa da edição é R$ 35,00) um drama policial de 42 capítulos em 232 páginas. De escritor semi-desconhecido, não fossem os quase 40 anos de jornalismo do escriba, que se assinava na imprensa diária Adroaldo Corrêa.
Aliás, cabe informar que o nome todo do autor, que já foi até vereador em Porto alegre, no milênio passado, de 89 a 96, é Adroaldo Bauer Spíndola Corrêa.
E, justo no dia 14 de novembro, completavam-se 57 anos que o xiru havia sido trazido para a capital rio-grandense, pela Vovó Marinalva, que eu chamo assim, também conhecida por Maria de Lourdes. Tinha ano e mês o vivente, vindo nas asas de um constellation da PanAir. E dizem que, apesar de não ter ido à guerra (sorte minha), andou de bonde, num sobe e desce ladeira aqui da cidade sorriso.
Ia dizendo que a tarde estava tão agradável que a hora da sessão passou e o autor, homem que me cria, nem sentiu que se passara o tempo que a organização dispõe pra atividades do gênero.
Chegou ali pela vez primeira por obra e graça da Associação Gaúcha de Escritores Inedependentes - AGEI. E esteve nas bancas da Livraria Palmarinca, do Jornal Já, da Associação Rio-grande de Imprensa e da própria AGEI.
Vi que ficou todo orgulhoso e pimpão de dar autógrafo, anda em pé ao Caio Lustosa, que também já foi vereador da cidade, secretário de meio-ambiente e milita na advocacia local.
Assim como quase foi às lágrimas por ter entre os filantes (pessoas em fila, pra não chamar de fileiros) a Maria Helena Piccinini (acredito piamente que o Bauer está apaixonado por ela, que chama de Marihê, e é artista plástica... mas isso é assunto outro).
O Miguel Galnares da Costa Franco apareceu dos idos da década de 1970, trazendo histórias de quando eram alfabetizadores de aduiltos, eles dois mais uma troupe que incluía o amgio comum Zeca Moraes, falecido precomente há pouco, o guri, que chegou a secretário de estado aqui no Rio Grande, economista que era.
E ainda a Bethânia Alfonsín, que ele adora e ela, se vê, gosta um tantão dele, lá toda feliz de se verem... e Ângela Rita Pfingstag, que a saudade, o tempo de amizade e a Berna trouxeram à praça naquele dia muito feliz quq e se estampava na cara do autor nosso esse colaborador aqui do Overmundo também.
Bem... quando chegou a minha vez tinha faltado bateria em todas as máquinas disponíveis, do Kais Ismail, da Rô Scherer, até na do autor, que serve aqui alguns flagrantes feitos por mim e outras pessoas amigas e estão creditadas as autorias.
Às 19h30min, desoucpou o banquinho, pegou a garrafinha dágua e a caneta e saiu a passo, como os demais leitores que visitavam a feira... pesnando em voz alta... Estou pronto pra outra... seja l´o que for que isso signifique. Penso que é mais uma novela. Saiu de mãozinha com a Marihê, pode?
Tem 500 exemplares do livro já vendidos. O autor editor diz que já pagou todas as contas que fez da impressão da obra que recebeu tratamento editoral na Proletra.
Agora, o Império Bandido volta a ser vendido nos seguintes endereços, a R$ 35,00

Banca da República, Benne Dicto Caffè , Sapere Aude, Palmarinca, Palavraria, Sindicato dos Jornalistas, Loja PTPA, Loja PTR.

Pelo correio, o autor=editor vira distribuidor e recebe pedidos pelo e-mail adroaldo@portoweb.com.br

Adroaldo Bauer também é autor da novela O dia do descanso de deus, disponibilizada grátis no REcanto das Letras, desde 31 de outubro de 2009.

Acesse também pelos blogs dele:
http://retornoimperfeito.blogspot.com
http://retornoimperfeito.com.br

Gostei de ter voltado pra votar, eleger meu governador, minha deputada, minha presidente , depois de 510 anos de existência da terra brasilisis.
Espero que gostem da novela, desse drama policial com personagens que vocês quase conhecem. Só não cumprimentam quando passam na rua porque nenhuma das figuras da história tem sobrenome e aí a gente fica na dúvida se é fulano, beltrana, ou ciclano, mas que são parecidos, ah!, lá isso são.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados