Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Análise do Filme: “Encontrando Forrester"

1
Tereza Trin · Belo Horizonte, MG
26/2/2010 · 2 · 0
 

por Tereza Trindade

Encontrando Forrester” é um longa metragem que retrata a história de um adolescente negro, morador do subúrbio de uma cidade norte-americana, que vê sua vida mudar ao conhecer um famoso escritor que se está há muito tempo enclausurado em seu próprio mundo. Quando recebe um convite para estudar e jogar basquete em uma escola particular, vão aparecendo as dificuldades e os desafios de viver em uma sociedade preconceituosa.

Trecho 1
Professora: Em 1 845, Poe escreveu sua obra mais famosa, "O Corvo"... poema que escreveu sob o efeito de cocaína e obcecado com a morte. [...] Baltimore Ravens: o único time com nome de um poema clássico. Alguém já o leu? "Numa temível meia-noite ponderava eu, fraco e cansado..."Jamal, que tal?
Jamal - Não, nunca li.
Trecho 2
Professora - Sra. Wallace, Jamal tem média C. [...] Ou seja, faz só o necessário, nada para se destacar.
Comentário trecho 1 e 2
A professora de Jamal acredita que ele é capaz de mais do que a escola pode oferecer, mas sabe que ele não se esforça como poderia. No entanto, não estimula todos os alunos, pois Jamal não era seu único aluno. O professor deve considerar a todos os alunos e não só os que destacam em alguma habilidade ou competência. Deve ser feito um esforço para acompanhar e entender a diversidade dos sujeitos.


Trecho 3
Claire Spence - Os professores daqui não gostam tanto assim de participação dos alunos. Preferem ouvir a si próprios.
Comentário trecho 3:
A amiga de Jamal faz uma caracterização do típico professor que é o centro da escola, ou seja, não se importa com a aprendizagem dos alunos desde que os alunos o “acompanhe”.


Trecho 4
Robert Crawford - Hoje de manhã... vi o relatório que sua antiga escola enviou. Notas do teste: impressionantes. Desempenho nas aulas... nem tanto. Esse é... o nível de trabalho que devo esperar, Sr. Wallace?
Porque, se for... me ajudará a determinar se devo tratar o senhor como aluno...ou como alguém que está aqui só para empreender...Como posso dizer? Outras atividades? O seu trabalho lhe dará a oportunidade de responder.
Trecho 5
William Forrester - Agora, quanto a esse... seu professor. Como se sentiu quando ele disse o que você não podia fazer? Então mostre o que pode fazer.
Trecho 6
Robert Crawford – Não,, Sr. Wallace. A questão, no caso de seus trabalhos recentes... não é se eles são bons. É se não são bons demais. A rapidez do seu progresso... de sua antiga escola para esta, é insólita. A ponto de me levar a escolher entre duas conclusões.
Ou o senhor foi abençoado com um dom que se manifestou de chofre... ou.. .está obtendo inspiração em outro lugar. Tendo em vista sua educação anterior e o seu passado... sei que me perdoará por tirar minhas próprias conclusões.
Jamal - Eu escrevi esses textos, cara!
Robert Crawford - Então, não se importará em provar. O próximo trabalho
é para daqui a 1 5 dias. Reservarei tempo para que venha à minha sala. Quero que faça o trabalho lá.
Trecho 7
William Forrester-[...] Apenas lembre-se: professores que amargam frustração...podem ser muito eficazes ou muito perigosos.

Comentário trechos 4, 5,6 e 7:
Esta fala e outras atitudes desse professor revela um Típico professor preconceituoso que não demonstra interesse pelo que o aluno é capaz de fazer, se não faz parte de uma classe social de status. O preconceito racial e social não permite que o professor seja capaz de perceber o grande potencial de Jamal, fazendo com que o mesmo se feche a qualquer possibilidade de admitir que os trabalhos e textos produzidos por esse aluno possam mesmo ter sido produzidos por ele. Ao mesmo tempo não respeita seus alunos, como se somente ele, o professor fosse o detentor do conhecimento, além disso, promove uma educação bancária e não se preocupa com uma metodologia que possibilite a construção do conhecimento.



Trecho 8
William Forrester - Por que o que escrevemos para nós...é sempre melhor do que aquilo que escrevemos para os outros? [...] a primeira versão você escreve com o coração; a segunda com a cabeça; o segredo para escrever? Escrever.
Comentário trecho 8:
William começa a ensinar Jamal através do estimulo, da satisfação e não pela obrigação de aprender. Forrester representa o papel do mestre, do orientador e do conselheiro, instigando Jamal a aperfeiçoar a escrita, estimulando o crescimento intelectual e, além disso, o protegendo diante das ameaças de uma sociedade preconceituosa e racista.


Trecho 9
Técnico - Se isso se repetir, vão disputar vaga no time no arremesso livre. [...] Entenderam? Entenderam? [...] Foi das coisas mais incríveis que já vi na quadra. Por que sei que nenhum dos dois ficou satisfeito? Vão tomar banho e dêem o fora daqui!
Comentário trecho 9:
O professor é autoritário e resolve a falta de afinidade dos alunos com penalidades, ou seja, ele acha que está sendo justo e eficaz, mas esquece os motivos pelo qual acontece a divergência entre os meninos, desconsidera também que o fator social influência em muito no relacionamento dos alunos, não sendo necessário, nem justo reforçar a competição entre eles.


Trecho 10
Professor Carl - O garoto vai bem na minha aula. E tinha boas notas quando começou. Talvez só lhe faltasse orientação.
Comentário trecho 10:
O professor reconhece o valor e as potencilidades do aluno, e percebe que Jamal precisava de orientação.

Trecho 11
Dr. Spence - Como se sente no seu primeiro jogo no Garden?
Jamal - Foi antes do que eu esperava.
Dr. Spence - Por isso achei que era bom conversarmos. Sei que é duro fazer as matérias e treinar como você treina. Eu não agüentaria, garanto. Não nesta escola. Talvez tenhamos sido injustos ao pedir isso. Conversei com outros membros do conselho e com Crawford...e...a verdade é que não queremos ir adiante com isto. Portanto, tenho uma proposta: vamos esquecer tudo. Seu horário será menos árduo ano que vem.
Jamal - Crawford quer isso?
Dr. Spence - Ele quer o melhor para você e para a escola. E o que eu devo fazer? Trazer o troféu deste campeonato. Faça isso acontecer, que eu cuido do resto. Certo? Vá concluir o que veio fazer aqui.
Comentário trecho 11:
Este trecho revela o interesse da escola particular em Jamal, uma vez que o conselheiro, resolve fazer uma proposta a Jamal: em troca da bolsa de estudos, ele deveria trazer o troféu para a escola, ou seja prestígio, mas não o acadêmico. Esta fala desconsidera as possibilidades de Jamal enquanto educando, é só mais um meio da escola ganhar com o assistencialismo e não promover uma mudança de fato, o aluno é só um objeto de troca que deve dar “lucro”.

Filmografia:
Encontrando Forrester (Finding Forrester). Direção: Gus Van Sant. Produção: Sean Connery, Lawrence Mark e Rhonda Tollefson. Roteiro: Mike Rich. Elenco: Sean Connery; F. Murray Abraham; Robert Brown e outros. Estúdio: Columbia Pictures Corporation. Distribuição: Columbia Pictures /Sony Pictures Entertainment .EUA, 2000. (135 min)
Texto Disponível em: http://terezatrindade.blogspot.com/2010/02/analise-de-trechos-do-filme-encontrando.html


Sobre a obra

Esse texto faz uma análise do Filme "Procurando Forrester" a luz da proposta educacional.

compartilhe



informações

Autoria
Tereza Maria Trindade da Silva
Ficha técnica
Silva, Tereza Maria Trindade da . Análise de trechos do Filme: “Encontrando Forrester”.Disponível em: http://terezatrindade.blogspot.com/2010/02/analise-de-trechos-do-filme-encontrando.html
Downloads
323 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados