O bebê de tarlatana rosa, O filme

Design Afrânio Antunes
1
Jevoux · Niterói, RJ
30/12/2010 · 2 · 1
 

Amostra do texto

O bebê de tarlatana, o filme é uma adaptação do conto homônimo de João do Rio.

Visite o site: http://www.obebedetarlatanarosa.com.br

A narrativa de João do Rio está repleta de referências visuais agudas e provocantes. O bebê, o conto, traz o que talvez seja o mais marcante na sua obra: a justaposição de opostos. A narrativa avança da beleza e do prazer, para o repulsivo.


Está no desejo de representar essas oposições a razão profunda para fazermos esse filme (respondendo à pergunta provocativa de Truffaut). Queremos mostrar o obscuro por trás do cristal; a hipocrisia nas supostas boas intenções; o terror que desafia o prazer; a elite que se extasia com o ato transgressor de visitar a gentalha; e, principalmente, como é difícil discernir o que é o que neste carnaval humano!

As dicotomias vão se expressar com o trabalho de ressignificação de imagens de arquivo, que vão ser utilizadas de forma consoante e dissonante com o texto narrativo, conforme previsto no roteiro.

E, para reforçar a idéia de que a obra adaptada está sempre num contexto histórico e cultural diferente daquele no qual ela foi produzida, acrescentamos camadas de conteúdo, incluindo dois novos personagens; e mais uma surpresa ao final. E ainda, a concepção de arte vai opor um cenário que remete ao tempo da obra original, início do século XX, a um figurino moderno, atual.

Recursos de linguagem cinematográfica vão expressar as oposições do texto. Montagem, mise-en-scene, iluminação, enquadramentos, trilha sonora, vão partir de uma clave alegre e brilhante; para alcançar, conforme a evolução da narrativa, um registro obscuro, estranho, assustador. De tons suaves para cores fortes e contrastadas; de lentes normais a distorções; de profundidade de campo para foco crítico e enquadramento claustrofóbico. E para o elenco, em uma imagem: todos começam a história bem acomodados em suas cadeiras e terminam de pé ou sentados na beirada dos acentos, transpirando aflição, terror e asco.

Sobre a obra

Heitor de Alencar, prefeito da cidade do Rio de Janeiro, um dândi de salão, guia seus discípulos e admiradores por uma excitante incursão ao submundo dos prazeres e do acanalhamento do carnaval. Mas, a sua história acaba por revelar o reverso da luxúria, o horror e a infâmia.

Visite o site: http://www.obebedetarlatanarosa.com.br

compartilhe



informações

Autoria
Renato Jevoux e Jesse Marmo
Ficha técnica
O bebê de tarlatana rosa, conto de João do Rio / Adaptação de Renato Jevoux de Jesse Marmo / Design de Afrânio Antunes
Downloads
393 downloads

comentários feed

+ comentar
alcanu
 

Novos talentos surgindo...
Parabéns, nem só de Tropa de Elite 'veve' o cinema Nacional !
Deixa eu ficar rico, vou filmar minhas alcanices por aew !
Um beijo !

alcanu · São Paulo, SP 28/12/2010 08:58
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
doc, 31 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados