Fantasia de Gaúcho

1
Brunno Prado · Porto Alegre, RS
10/9/2012 · 6 · 1
 

É difícil precisar onde e como surgiram as fantasias, mas é sabido que existem a tanto tempo quanto as festividades em que normalmente são utilizadas. Fantasias caracterizam as comemorações de povos, seitas, escolas e, mais recentemente, até casamentos. Há os que veem nas fantasias um fetiche, um objeto de desejo. Para as crianças, quando vestem suas fantasias de super-heróis eles adquirem os mesmos poderes de desenhos e histórias em quadrinhos. Para os gaúchos também.

Ao vestir, sob um sol de 40 graus, uma camisa de manga longa, uma calça de tecido com conforto questionável e uma bota longa de couro um homem, ou o gaudério se preferir, só pode pensar que é um super-herói. As meninas, denominadas prendas, também possuem seu lugar na ‘Sala da Justiça’ dos heróis da vestimenta. Usam um vestido com mais ou menos três dúzias de saiotes por baixo, além de uma gola justa que daria agonia até a mais compenetrada das irmãs carmelitas.

Mas vamos nos ater a figura masculina deste estado, o gaudério, guasca bravo e matreiro peleador fronteiriço, além de seu confortabilíssimo e apropriado traje para o veranico do Sul, ainda faz uso de seu inseparável e indestrutível facão. Sim, uma arma branca que para ter porte basta tomar uma meia dúzia de martelinhos no bolicho. Aí, meu amigo, nosso herói está pronto: traje, arma, combustível e sol no lombo.

Para entender o que falo basta dar uma breve passada pelo Acampamento Farroupilha, cravado ano após ano no centro da Capital ao longo do mês de setembro, pode ser considerado um simpósio de crianças grandes com seus trajes de brinquedo. Você pode vislumbrar os mais diversos tipos de fantasias, ou trajes típicos, se preferirem. Desde o churrasqueiro, assador do ‘costelão 12 horas’ até herói batido pela criptonita alcoólica marisqueira.

Entendo o resgate histórico pregado pelos tradicionalistas. É louvável esta integração entre o urbano e o campeiro, a reedição de tradições há muito esquecidas. Mas este simulacro de Revolução Farroupilha nada mais é que um circo, uma ilusão criada por quem não admite que as façanhas que deveriam servir de modelo a toda terra, na verdade, não passam de uma fantasia. Assim como suas roupas.

Como diz a música, ‘tradição é tradição/cuia, erva, chimarrão’.

Mas burrice é outra coisa.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
PaiSoEmoO
 

(15)Jogando .net o MELHOR SERVIDOR DE MU ONLINE DO BRASIL!
Season 6 Ep. 3 em todos os Servers. Sendo 7 servers diferenciados proporcionando sua diversão.
Não perca os Eventos e promoções do Dia das crianças, diversão para todos na Jogando.net:
- Jdiamonds e Jcachs em drobro, concorra a um iPad e diversos prêmios!
Estamos preparando a nova Maratona de eventos das crianças, em breve os melhores eventos de todos os tempos!
VEJA ALGUMAS NOVIDADES :
Novos kits : DEVASTATOR e SUPREMO DIAMOND V2 {apenas 100 unidades} com Rings e Pendat Mysthical ;
Novos Shields Power v3 18 opts ;
Conheça também o site de Animes Cloud: http://www.animescloud.com, mais de 20.000 videos online.
>> CADASTRE-SE E GANHE 5 DIAS DE VIP

PaiSoEmoO · Alfenas, MG 26/9/2012 20:14
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados