Projeto Novos Artistas forma primeira turma

1
Verbo Nostro · Ribeirão Preto, SP
8/11/2021 · 0 · 0
 

Ter a formação teatral como possibilidade profissional ou como garantia de expressão - uma forma de protagonizar personagens e aprimorar a prática do teatro em palco, experimentando o contato direto com a plateia. A Cia Representando a Arte, através de seu mais recente projeto, o Novos Artistas, acaba de preparar sua primeira turma. Neste ano, são cerca de 12 atores e atrizes que vivenciam a emoção de subir ao palco e de levar arte gratuita à população através do primeiro teatro musical assinado pelo grupo. Ao todo serão oito apresentações nas cidades de Serra Azul, Ribeirão Preto, Serrana, Cajuru, Batatais, São Simão e Santa Rosa de Viterbo. A estreia aconteceu neste domingo (7) no Teatro Municipal Fausto Bellini Degani, em Batatais, a partir das 19h. A agenda cultural prossegue nas outras cidades.

Instalada há 12 anos no interior paulista, na cidade de Serra Azul, a companhia sempre buscou atrair e despertar talentos para a área do teatro. Nestes anos de atuação, através de projetos de arte educação já formou mais de 1.500 crianças e adolescentes, produziu 20 mostras e apresentou 40 espetáculos. “Além disso, a companhia conquistou 13 premiações e realizou mais de 300 apresentações, o que propiciou arte e lazer gratuitos para aproximadamente 30 mil pessoas”, explica Richard Oliveira, diretor geral.

Criado em 2021, o programa consiste em oferecer de forma gratuita aulas de teatro a jovens de toda a região de Ribeirão Preto, no interior paulista. Diferente de outras atividades já realizadas pela Cia, com o Projeto Novos Artistas os alunos possuem aulas semanais divididas entre três matérias complementares: canto, técnicas do corpo (dança e expressão corporal) e atuação, buscando uma formação mais técnica no universo das artes do palco.

Neste ano, as aulas se iniciaram em abril, ainda em formato on-line, por conta da pandemia do novo Coronavírus. Segundo o diretor, todos os ensinamentos neste período foram destinados à montagem do espetáculo de formatura: a peça musical “A Gata Borralheira - uma farsa mineira”. A produção encerra o ciclo de aprendizado dos artistas.

“Este é nosso projeto de formatura dentro do núcleo de novos artistas e leva aos integrantes a possibilidade da formação técnica, com experimentação e vivência prática e profissional”, explica Richard Oliveira.

As apresentações de “A Gata Borralheira – uma farsa mineira” contam com ações de acessibilidade como um programa em Braile e intérpretes de Libras. Em 2021, o projeto foi realizado com apoio do Ministério do Turismo, Secretaria especial de Cultura, Lei Aldir Blanc e Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Sinopse do espetáculo
Estreada em 1962 no Rio de Janeiro pelo grupo “O Tablado” e escolhida a dedo no fantástico acervo dramatúrgico da escritora mineira Maria Clara Machado, “A Gata Borralheira - uma farsa mineira” é uma peça teatral musicada e tem um figurino para baile, que são costurados e planejados seguindo uma estética que visita a farsa francesa – com um tempero abrasileirado.

O cenário simples esboça o ambiente perfeito para que Dulcineia - uma jovem moça sonhadora feita de empregada pela madrasta após a morte do pai - trace o caminho para a liberdade e para o amor verdadeiro por entre os braços valsantes do Príncipe Tinhorão.

E o momento aclamado dessa divertida história? O Baile do Palácio do Alvoroço. Organizado pela família Garcia Macedo e Perez, evento muitíssimo esperado por todas as senhoritas da região. A pista de dança é estrategicamente iluminada para dar mais vivacidade às coreografias que estão na ponta dos pés de todos os convidados.

Confusões e gargalhadas transbordam para o público espectador desse incrível espetáculo através da atuação de um elenco com o corpo aprumado e entusiasmado para arredar o pé do camarim e vivenciar esse imenso bololô.

Números Musicais
1 – Calango da Borralheira
2 – Você Tem Que Trabalhar
3 – Lamento da Dulcineia
4 – Folia da Dona Fada
5 – Pagode do Tinhorão
6 – Arremate

Ficha Técnica
Direção Geral: Richard Oliveira
Preparação Corporal: Gracyela Gitirana
Coreografias: Ana Luiza Yosetake
Preparação Vocal, composição e direção musical: Priscila Cubero
Produtor Musical: Vitor Zafer - Vitafone Música & Filmes
Cenografia e Figurinos: Cia Representando a Arte, coordenação de Marcos Poellnitz e Richard Oliveira
Realização: Projeto Novos Artistas – Cia Representando a Arte

Elenco
Rayana Rodrigues – Dona Firmina Borralheira
Nadine Morais – Srta. Rosinha Borralheira
Carol Camillo – Srta. Margarida Borralheira
Marcos Melo – João Jaca
Ton Pereira – Simão Leitão
Renata Silva – Srta. Sabina Tudor
Marcos Poellnitz – Srta. Pamela Alpista
Suzi Elaine – Fada Santos
Rogério Monteiro – Rainha
Victor Rezende – 1º Ministro
Jonas Zac – Príncipe Tinhorão
Nayara Costa Galamba – Dulcineia

Sobre o “Novos Artistas” – Um dos núcleos da Cia Representando a Arte
Atualmente dividida em três núcleos, a Cia Representando a Arte, com sede na cidade de Serra Azul, tem o objetivo de promover arte de forma gratuita, democratizar o acesso e fomentar cultura no interior do estado. O núcleo de “Novos Artistas” dispõe de aulas regulares voltadas para múltiplos suportes artísticos, tais como o teatro, a dança e o canto.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados