Renato Teixeira, caiçara ou caipira...

Minamar Jr
O músico é considerado o artista folk da música caipira
1
Carol Alencar · Campo Grande, MS
15/8/2009 · 9 · 0
 

O músico que mais representa o estilo moda de viola, que investe em composições tocantes e acaba ultrapassando gerações, chega a Cidade Morena. Sua identidade está ligada ao estilo folk e mescla as fronteiras dos vales interioranos, exclusivamente paulistas, e associa-se com o cerrado sul-mato-grossense. “Lembro quando o povo do Vale do Paraíba, enchia a boca para falar que estiveram no ‘Mato Grosso’...era uma aventura, meu sonho era conhecer a região da levada paraguaia”, confessa o músico Renato Teixeira numa entrevista exclusiva. Renato Teixeira chega a Capital sul-mato-grossense para apresentar-se no projeto Noite da Seresta Especial – em comemoração ao aniversário de 110 anos de Campo Grande. O show será no dia 14 de agosto, a partir das 19h30, na Concha Acústica Família Espíndola.

“Voltar após dois anos e fazer um show num local que foi criado em homenagem a uma das famílias que mais fizeram e fazem que eu tenho acompanhado a música e a cultura local é muito gratificante”, revela Renato Teixeira em entrevista exclusiva . O cantor não só citou os irmãos Espíndola, mas também, indagou a importância de outros precursores que investem na cultura local, como os Sater e os De Camillo. “Assim como Paulo Simões, Márcio de Camillo e Geraldo Roca, o Almir Sater é um dos grandes compositores de Mato Grosso do Sul. Foi o Almir que trouxe a música para a viola caipira, ele teve esse dom”, elogia.

Junto de Almir Sater, Teixeira compôs umas das canções que mais representam a musicalidade “pantaneira”, são elas: “Tocando em Frente” e “Um Violeiro Toca”. Dentre as músicas que dispararam no cenário nacional, uma delas é, sem dúvida, a mais conhecida, “Romaria”. Para Teixeira, a composição depende da criatividade e curiosidade do músico. “Não se deve enxergar a canção como um produto. Ela deve ser tratada como uma referência para a história num país, principalmente aqui no Mato Grosso onde se tem uma veracidade de opções do estilo caipira. Eu, por exemplo, componho para viver e não apenas, para gravar”, acrescenta. Renato

A música caipira interpretada pelo cantor faz um aparato ao estilo sertanejo. “Sempre procurei conhecer a nossa história musical, ouvir todas as canções e todos os gêneros. Me identifiquei com a música caipira na década de 70 e comecei a me preocupar com o que ela transmitia de verdade e o que os outros a analisavam, sempre comparando com o estilo sertanejo”, frisa.

Ao som de “Cuitelinho”, “Sonhos Guaranis”, “Mato Grosso do Sul, meu amor”, “Boiada” etc., o músico fará um balaio de canções para compor o repertório do show. Com a voz puxada, o representante da cultura caipira promete inovar nas composições com os músicos regionais. “Não procuro seguir um roteiro. O legal é deixar-se levar e tocar as músicas que vem na cabeça”, conta Teixeira. Além de Almir Sater, Teixeira interpreta músicas de Márcio de Camillo, Mário Zan, Zacarias Mourão, entre outros.

HISTÓRICO

Aos 64 anos, Renato Teixeira tem mais de 30 anos de estrada dentro da cena musical do País. Nascido em Santos (SP), o músico é considerado um defensor aberto da música de raiz, mais conhecida como música caipira. Com mais de 20 discos, o músico gravou em 2007, seu primeiro DVD, intitulado “No Auditório do Ibirapuera”.O músico perambulou várias questões sobre assumir ser um caiçara* e ser considerado pela sociedade como um caipira. “Eu sou um representante da música caipira nascido em Santos, mas percorri outros lugares também. Fui criado no trajeto de Ubatuba e Taubaté e levo sempre a pluralidade do Vale do Paraíba comigo”, revela.

Para o começo de 2010, o músico afirma estar preparando um disco, em parceria com o cantor Sérgio Reis. “Vamos fazer um disco especial, destinado à verdadeira música sertaneja; falo da verdadeira...aquela que é interpretada por Luiz Gonzaga e não aquelas que surgiram pós geração 80”, critica. Os clássicos, “Menino da Porteira” e “Asa Branca”, incluirão o futuro projeto.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados