O advento da tecnologia sob a divisão do trabalho

1
Bernardo Barreto · Recife, PE
15/8/2010 · 0 · 0
 

A necessidade da capacitação na empregabilidade diante de um novo paradigma

Texto por Luiz Bernardo Barreto


Mudanças, avanços tecnológicos, inovações nas formas de registro e conhecimento, fácil acesso a publicação de conteúdos. O mundo muda numa estrutura que tende a inovação a cada segundo, onde o instante a pouco passado se torna extremamente velho, e o futuro é mais próximo que o esperado.

As relações trabalhistas não fogem essa regra. Tais mudanças abalam de forma direta o dia a dia, toda uma sociedade e suas instituições, o processo produtivo dessa sociedade e, principalmente, o indivíduo que nela habita. Os avanços mais vigentes são tecnológicos e científicos, porém, em contrapartida à idéia de avanço (pois avanço em primeira instância tem que ser social), a tecnologia segrega e diverge de políticas públicas, transformando o processo do trabalho em pequenos núcleos mais enxutos, onde o conhecimento é mais necessário, e a capacitação e experiência cada vez mais fundamental.

Mesmo com todo avanço tecnológico, o sonho de se trabalhar menos e produzir mais ainda é utopia, pelo menos para aqueles que não detêm um grau de conhecimento e habilitação para operar os maiores níveis e instância de trabalho, condizentes com os melhores salários e maiores garantias trabalhistas. O subemprego é, de fato, uma forma de desemprego, que, com a crise, sacrifica ainda mais os trabalhadores, principalmente os terceirizados, sem garantias e direitos.

Cada descoberta tecnológica gera uma divisão social do trabalho, modificando, por vezes, a concepção cultural da sociedade a que está inserida. Enquanto mais dificuldades aparecem, os indivíduos são obrigados a descobrir estilos de vida que respondem às exigências da sociedade. As relações sociais, antes de tudo, são uma fuga para melhor, primeiramente, entender as pessoas e a cultura em que elas se inserem e constroem. Houve sempre um desenvolvimento econômico em detrimento do social, o que abala as relações e compromete a estrutura da sociedade no que diz respeito ao cotidiano.

Alguns novos problemas se evidenciaram, como as questões da ecologia e do desemprego. A empregabilidade é a resposta para indagações do autoconhecimento e autodestruição. Esse é o desafio a ser tomado para a estruturação de uma sociedade mais justa e igualitária, onde para conseguir trabalhar no mercado competitivo, é preciso investir na educação e na formação de habilidades polivalentes. O trabalho, perante esse novo modelo, torna-se instável e autônomo, sendo os trabalhadores forçados a buscar um perfil mais flexível, correspondente à era da empregabilidade. Tornar-se empregável e manter-se competitivo é a regra do mercado.

Consolidando-se a sociedade salarial, estruturou-se uma dinâmica em que o trabalhador produz a riqueza e não a possui, mas goza de seguridade social, sendo esse o status fundamental da sociedade moderna, gerando a ideologia, utópica, da justiça social. A idéia e noção de empregabilidade, tem como objetivo preparar o trabalhador para diferentes atividades, pois sua filosofia se sobressai diante as potencialidades do indivíduo.

Sobre a obra

As relações trabalhistas contemporâneas, o avanço tecnológico, a dinâmica da estabilidade profissional, e a problemática do subemprego como modalidade de desemprego, evidenciado e habilitado, em prol de uma sociedade quieta e frágil. A tecnologia como segregação social e ferramenta de crescimento econômico.

compartilhe



informações

Autoria
Luiz Bernardo Barreto
Downloads
345 downloads

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados