Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Centro-Livre - Julio Ferreira Sekiguchi

Julio Ferreira Sekiguchi - centro-livre.blogspot.com
Regeneradores de Julio Ferreira Sekiguchi
1
luisa gomes cardoso · Rio de Janeiro, RJ
3/8/2010 · 5 · 1
 

Do sincretismo ao novo humanismo do zeitgeist contemporâneo

São inúmeras, ao longo da história, as tentativas de pensadores brilhantes de diversas áreas, em concatenar a ciência materialista com uma filosofia transcendental. No campo das artes visuais, sobretudo, tratando-se de arte contemporânea, essa tendência parece sempre caminhar em busca de um conceito de humanismo renovado.
O que se pode perceber num momento de rápida apreensão a partir da totalidade das obras observadas na exposição individual do artista plástico Julio Ferreira Sekiguchi, é exatamente essa vontade humanista revisitada, um zeitgeist (espírito de época) capaz de reabilitar valores já desacreditados presentes nas técnicas, nas disciplinas, e nos objetos do dia-a-dia. Esses valores que dão sentido às escolhas não aleatórias feitas pelo artista, geralmente se relacionam com uma questão de afetividade, de memória e intimismo que constituem a pesquisa onde o artista apoia parte de seu repertório, a começar pela leitura de teóricos como: Rudolf Steiner e Wilhelm Reich, e que podem ser vistos nos três momentos da exposição que acontece do Espaço Imaginário no dia 3 de Agosto, são eles: “Modelo para reconstrução de camisa”, que nasce da apreciação a um objeto aparentemente banal; como a camisa de listras laranja, as “16 rodas de oração”, onde o público é convidado a interagir diretamente com 16 objetos circulares com o objetivo de fazer a ligação do homem com o universo espiritualista através da arte - uma verdadeira celebração ao sincretismo, e os “Regeneradores” que são compostos por 17 caixas, onde é possível encontrar as pesquisas mais complexas do artista. Pautado na busca por objetos que partissem de certa coerência cientifica e que pudessem absorver e dissipar as energias negativas do ambiente externo e dos indivíduos, Julio Sekiguchi se aproximou de alguns experimentos do artista alemão Joseph Beuys, mesclando uma postura racional com uma atitude xamanística. É preciso tocar, sentir os estranhos aparelhos construídos por Sekiguchi, que tenta resgatar, a partir de certo conceitualismo, a arte com uma função muito além da estética, mas também curativa/regeneradora.

texto de
Renata Gesomino
Doutoranda na linha de História e Crítica da Arte pelo PPGAV-UFRJ.
Rio de Janeiro, Julho de 2010.


A exposição Centro-Livre pode ser vista de 03 a 18 de agosto de 2010, na Galeria Espaço Imaginário. De segunda a sexta, das 11h10 às 21 horas.

Acesse:
centro-livre.blogspot.com

compartilhe

comentários feed

+ comentar
RRodriguez
 

Parabéns ,seu trabalho está realmente fantástico!
um abraço.
Raimundo rodriguez.

RRodriguez · Nova Iguaçu, RJ 3/8/2010 12:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados