Festival do Rio invade o ‘Revista’

Tota Paiva
Maria Luísa Mendonça recebe Vilma Lustosa para uma conversa no estúdio
1
Projeto Paralelo · Rio de Janeiro, RJ
27/10/2011 · 6 · 0
 

O programa deste sábado entra no clima de um dos principais festivais de cinema da América Latina. É o Festival do Rio, que exibe mais de 300 filmes e reúne quase 200 mil apaixonados por cinema nas salas escurinhas da Cidade Maravilhosa. A apresentadora Maria Luísa Mendonça recebe no estúdio uma das diretoras do Festival, Vilma Lustosa. Ela fala sobre a história do Festival e sobre os filmes nacionais exibidos nesta edição, e conta ainda como é trabalhar em família, com irmã e filha, também envolvidas no Festival.

Esta edição do Revista exibirá ainda trechos de filmes que despontaram em outras edições do Festival do Rio, como Estômago, de Marcos Jorge; Se Nada Mais Der Certo, de José Eduardo Belmonte e Os Famosos e Os Duendes da Morte, de Esmir Filho. O programa exibe também uma entrevista com os diretores Beto Brant e Renato Ciasca, do longa Eu Receberia As Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios. Uma adaptação da obra de Marçal Aquino, o filme participou da Première Brasil, a mostra mais prestigiada do Festival do Rio, e traz Camila Pitanga no papel da protagonista Lavínia, uma bela e instável mulher que vive um triângulo amoroso com seu marido e um fotógrafo de passagem pelo interior da Amazônia.

Ainda na competição pelo Troféu Redentor, o Festival do Rio trouxe Abismo Prateado, filme baseado na música de Chico Buarque Olhos nos Olhos. A canção, conhecida na voz de Maria Bethânia, é uma espécie de carta de amor escrita por uma mulher que foi abandonada pelo marido, na qual ela faz uma projeção de como estaria quando eles se reencontrassem. O diretor Karin Ainoüz fala no programa sobre como surgiu a identificação com a música.

Na categoria de documentários da Première Brasil, o diretor Alexandre Iglesias concorreu com Laiá Laiá, filme que reúne depoimentos de artistas como Paulinho da Viola, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho e Marcelo D2, trazendo para o cinema um pouco da história do samba. Nesta edição do Revista, o diretor fala sobre o trabalho, fruto de um extenso material reunido desde 2003 e que já tinha dado origem a mais de 15 documentários com temas sobre samba.

O Festival do Rio ainda foi marcado pela estréia de As Canções, obra do documentarista Eduardo Coutinho. O renomado diretor fala no programa sobre a realização de uma antiga idéia: filmar pessoas cantando músicas que marcaram suas vidas e contando histórias referentes às canções. Para isso, Coutinho montou um set de filmagem diferente no Largo da Carioca, no Rio de Janeiro, com um fundo preto, uma cadeira e uma câmera no tripé.
Também inédito, o filme Amanhã Nunca Mais, de Tadeu Jungle, esteve em competição no Festival. Protagonizado por Lázaro Ramos, o longa conta a história de uma noite extraordinária na vida de um homem que não sabe dizer “não”.

O Revista do Cinema Brasileiro vai ao ar às 20h30, com reprise na terça à 1h na TV Brasil.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados