UM ARTISTA DA SUCATRONICA

http://www.armandoolive.net
(Dançando na Chuva) Feito com sucata de notebooks.
1
Ferrachitt · Florianópolis, SC
23/5/2013 · 6 · 1
 

Morando na região metropolitana de Fortaleza, o artista plástico e designer Gráfico Armando Olive, de 53 anos, desenvolve um trabalho que, além de muito criativo e interessante, serve de exemplo para milhares de pessoas. A idéia é transformar toda a sucata eletrônica em peças de arte e brinquedos. Em outras palavras, o lixo eletrônico toma outro rumo quando cai nas mãos de Armando.
A quantidade de aparelhos eletrônicos descartados é enorme, mas há pessoas usando a criatividade para mudar esta realidade. Como Armando, que desenvolve um trabalho fundamental e oportuno para conscientizar as pessoas sobre o descarte do lixo eletrônico.
De acordo com a pesquisa, o Brasil é o campeão na geração de lixo eletrônico por habitante por ano: meio quilo por ano. A China, que produz milhões de peças eletrônicas para diversas empresas de tecnologia, não assume a lista dos países que mais descarta lixo eletrônico. Os Estados Unidos são responsáveis por três milhões de toneladas. Os chineses fabricam muito, mas descartam aproximadamente dois milhões de toneladas anuais.
Em entrevista Armando Olive contou como surgiu a idéia de começar a produzir arte com lixo eletrônico e como funciona seu trabalho em prol da conscientização das pessoas quanto ao descarte irregular de eletrônicos.
No seu site (www.armandoolive.net) é possível ver muito mais sobre o artista. Confira a entrevista abaixo:

Atuando como artista plástico, como você analisa o mercado de trabalho?
Armando: Vejo que há muito espaço a preencher, e um caminho muito longo a traçar, para chegar no reconhecimento e interesse do mercado. O artista tem que mostrar garra, competência e principalmente o diferencial criativo para se destacar.

Como surgiu a idéia de utilizar o lixo eletrônico para fazer arte?
A: Desde criança, criava meus próprios toys ou tentava customizar os brinquedos que eu tinha. Mas comecei mesmo a fazer arte, quando do fechamento de uma oficina de consertos de computadores, sobrou bastante peças, ai veia a idéias de desmontá-las e posteriormente a criação das primeiras peças.
Eu sempre digo que esse é um processo evolutivo, veio da infância que ainda está em constante desenvolvimento.

Há quanto tempo você atua na produção de arte com lixo eletrônico?
A: Profissionalmente desde 2010. Mas há muito tempo já vinha trabalhando com lixo eletrônico como hobby.

Há alguma entidade, organização ou empresa apoiando ou patrocinando sua Arte?
A: Na verdade não, todo meu trabalho é desenvolvido por conta própria, claro gostaria de poder fazer mais do que tenho feito, com apoio ou patrocínio com certeza seria mais fácil desenvolver minha arte e daria mais visibilidade ao meu trabalho.

Como é feita a coleta do material que você utiliza no dia a dia para realizar seu trabalho?
A: Não existe uma coleta específica, todos os materiais são doados por amigos, vizinhos, familiares e conhecidos.

O que você acha que deve ser feito para que a população tenha mais consciência sobre o descarte irregular de lixo eletrônico?
A: Mobilização e conscientização dos governos e prefeituras, não adianta colocar na mídia que é preciso separar o lixo e a própria prefeitura não faz uma coleta correta com separação de materiais.

Tem algum artista que te inspira?
A: Gosto muito da arte do artista Americano Jeremy Mayer, que faz peças com máquinas de escrever, e em especial no imortal Artista Cearense Zé Pinto. Quero dizer a todos que assim como eu faça a diferença, desenvolva algo, só não crie lixo.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
R.Santos
 

Muito boa matéria, verdade das verdades...Vamos fazer nossa parte..

R.Santos · Aquiraz, CE 23/5/2013 11:39
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados