Uma nova personalidade

1
Álefe Saloum Cintra · Ribeirão Preto, SP
30/11/2009 · 26 · 1
 

Crianças, jovens, adultos. Não há idade certa para a diversão e o entretenimento. Quando estão juntos, cercados pelos mesmos, não há razões para se sentirem envergonhados de fazerem e de representarem aquilo que tanto gostam. Uma fantasia colorida, máscaras diversificadas, amizade e união fazem dos Cosplays um grande divertimento.
Existem muitas maneiras pelas quais os fãs têm demonstrado seu apoio e apreço às obras da cultura pop. Talvez uma das mais explícitas e populares nos dias atuais seja o Cosplay.
Contração das palavras em inglês costume (traje/fantasia) e play / roleplay (brincadeira, interpretação), o cosplay é um hobby que consiste em fantasiar-se de personagens oriundos, em geral, de quadrinhos, games e desenhos animados japoneses. A prática do cosplay também engloba personagens pertencentes ao vasto universo do entretenimento, como filmes, séries de TV, livros e animações de outros países. Em menor escala há aqueles que se caracterizam como figuras históricas ou de criações originais.
Uma das principais características do cosplay é que o praticante além de criar os trajes, também interpreta o personagem caracterizado, reproduzindo os traços de personalidade como postura, falas e poses típicas. O hobby costuma ser praticado em eventos que reúnem fãs desse universo, como convenções de anime e games.
Aos olhares desavisados a brincadeira pode parecer um tanto excêntrica, muitas vezes retratada de forma indevida e repleta de estereótipos sobre o perfil daqueles que a praticam. Para pessoas que não conhecem essa cultura, podem parecer malucos que se fantasiam de personagens esquisitos e monstruosos e saem por aí como bando de palhaços. No entanto basta conhecer esse universo mais a fundo para perceber que seus praticantes revelam-se pessoas comuns, que tem um dia-a-dia tão normal quanto qualquer outro. O que os diferencia, no entanto, é sua capacidade de trazer para a realidade momentos e figuras do mundo da fantasia e ficção que causam tanto fascínio entre o público. Longe de serem reclusos e isolados, os adeptos do cosplay mostram-se, em geral, altamente sociáveis; ao contrário de uma atividade meramente escapista, a prática do cosplay exige preceitos sólidos e concretos, como organização, capacidade de superar desafios, explorar a criatividade e o potencial artístico nas caracterizações.
Embora existam relatos da presença de fãs fantasiados nas convenções de Jornada nas Estrelas já em meados da década de 80, acredita-se que o cosplay, como um hobby, chegou ao Brasil por volta de 1996, junto com a primeira convenção de animes do país, o Mangacon. Realizado na cidade de São Paulo pela ABRADEMI - Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações, o evento é considerado o marco inicial da difusão do cosplay no Brasil, sendo realizado em um período de redescobrimento dos animes na televisão brasileira. Ao longo dos anos a prática do cosplay cresceu de forma exponencial, espalhando-se por todas as regiões do país.
A forma que o cosplay é praticado no Brasil caracteriza-se por uma mistura do modelo americano e japonês. O conceito norte-americano do masquerade foi importado e adaptado tornando-se o tradicional concurso de cosplay das convenções de anime brasileiras. De influência japonesa, podemos citar a ênfase na caracterização de personagens pré-existentes e o foco na busca pela fidelidade, além da predominância de fantasias inspiradas em animes, mangas e games japoneses. Atualmente existem milhares de praticantes espalhados pelo país, e os maiores eventos que reúnem fãs do hobby chegam a alcançar um público de mais de 40 mil pessoas.
E para o público de Ribeirão Preto, o evento mais esperado é o Festival Tanabata, que acontece todos os anos, sempre em julho, onde todos os fãs de anime, mangás e cinema se untam para o concurso que reúne as mais diferentes fantasias de personagens globais.
Nada como sair com os amigos, fantasiar-se de um personagem diferente, possuir aquela nova personalidade e fingir viver aquele mundo de que tanto gosta. A vida como Cosplay cria um mundo onde nos sentimos satisfeitos e alegres com o que está a nossa volta.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Hermano Vianna
 

oi Álefe: bom ter notícias da cena cosplay de Ribeirão Preto - escrevi sobre um evento carioca neste link - abraços!

PS: escrevi também este texto sobre cultura pop japonesa

Hermano Vianna · Rio de Janeiro, RJ 2/12/2009 09:54
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados