Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Filme traz tema da sustentabilidade às crianças

1
JulianaPalma · Porto Alegre, RS
12/5/2010 · 4 · 0
 

Do diretor e roteirista gaúcho Paulo Nascimento, A Casa Verde é um filme feito para crianças. Usando a temática das histórias em quadrinhos, ele busca ensinar a meninada sobre como lutar contra a poluição e, assim, ajudar o planeta a ficar mais limpo. Para muitos, esse tipo de assunto  já está esgotado. Porém, Nascimento aborda o tema de uma maneira agradável e inteligente. Além disso, fala sobre a amizade, dignidade, justiça e romance, e traz a dicotomia entre o bem e o mal, entre os vilões e os heróis.

Misturando a internet com o senso de proteção ao meio ambiente, o filme conta a história de um desenhista (Nicola Siri) em uma crise de criatividade que acaba deixando os personagens ganharem vida a ponto de fazerem o enredo se construir sozinho. A parte visual chama bastante a atenção por ser estilizada quando mostra a diferença entre o mundo real e o desenho criado sob a pressão de uma editora impaciente. Mistura efeitos de imagem - utilizando a técnica da rotoscopia -, bem como animações em algumas cenas. Muitas ações são seguidas de efeitos sonoros parecidos com aqueles ouvidos nas animações de televisão.

Um professor (Lui Strassburger) fabrica uma máquina que é capaz de reciclar o lixo espalhado na Vila Verde por Jordão (Zé Victor Castiel). Ajudado por sua assistente Gigi (Ingra Liberato), o vilão foge do controle do desenhista e sequestra o inventor, mudando o rumo da história planejada. O auxílio vem de um avatar, Eu (Fernanda Moro), criado no mundo virtual, que sai do computador com a proposta de se tornar a heroína ao ajudar os bons na luta contra os maus.

O interessante é, principalmente, o ensinamento que o filme traz para as crianças, que muitas vezes podem ficar confusas com todo esse apelo para cuidar do planeta. É didático, objetivo e, além de tudo, divertido. Não é chato, pois cita apenas uma faceta da questão ambiental: a separação e reciclagem do lixo. Ainda, o universo midiático ao qual a infância atual está cada vez mais conectada, oferece uma comunicação íntima entre o filme e seu público.

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados