O cinema do Piauí vai às ruas

1
Eugênio Rego · Teresina, PI
4/8/2006 · 43 · 1
 

A produção audiovisual piauiense tem lugar e data cativos para sua exibição. Toda as sextas-feiras, às 18h, o projeto Cinema na Rua põe na tela e na pauta de discussões documentários e curtas-metragens produzidos no Estado com o objetivo de formar platéias e colocar mostrar o que está sendo feito no segmento atualmente. As sessões acontecem no prédio anexo da Fundação Antares, no bairro Monte Castelo, zona sul de Teresina, onde funciona a sede piauiense da Associação Brasileira de Documentaristas – um dos Pontos de Cultura locais.
Entre eles estão experimentos como “Num Se Pode”, adaptação livre da lenda piauiense feita por alunos de oficinas de direção, câmera, fotografia e roteiro, realizadas pela Fundação Cultural do Piauí; trabalhos de Francisco Monteiro Júnior, um entusiasta do audiovisual piauiense devotado a produzir ficção a “Os amores de Teresa”, de Chiquinho Perreira, documentário que faz um registro da diferença cultural e social entre a cidade e a zona rural de Teresina. Nas sessões de sexta-feira são exibidos sempre três vídeos.
Apesar de se chamar Cinema na Rua, o projeto da ABD-PI e Fundação Antares tem ido poucas vezes ao encontro do povo. Uma das finalidades originais do projeto é fazer mais exibições nos bairros da cidade. Segundo, Roberto Sabóia, a praça do bairro Monte Castelo e o Teatro João Paulo II, no Dirceu, já receberam o projeto uma vez e os resultados foram muito animadores.
O motivo de ainda não poder se tornar itinerante de fato é devido ao aparelhamento, ainda insuficiente para atender uma demanda grande de pedidos de exibição. Nas sessões fora do prédio, o projeto conta com uma tela móvel de 3m X 2m, um projetor, um aparelho de som, um DVD player e uma arquibancada para 100 pessoas - e tudo precisa ser deslocado até o bairro onde vai acontecer.
“Estamos em fase experimental. As sessões de sexta-feira estão atraindo pessoas interessadas em cinema e promovemos debates. Sem divulgação, já conseguimos uma boa platéia”, diz Roberto Sabóia.
Roberto Sabóia revela que a ABD – PI já está na disputa para ampliar o Cinema na Rua e poder fazer exibições de filmes e documentários piauienses em muitos bairros da cidade. “Estamos concorrendo ao edital do Ministério da Cultura e queremos transformar o ponto em um ‘pontão’ com três telas e poder, inclusive, circular pelo interior do Piauí”. Taí um bom roteiro de filme.

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Eduardo Neves
 

Boa iniciativa, torço pra ir pra frente. Boa matéria, Eugênio... tô meio atrasado na leitura né, rsrs.

Eduardo Neves · Teresina, PI 11/8/2006 18:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados